segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Carro Siena, nova linha da Fiat 2014 do sedã compacto mais vendido.

O sedã compacto da Fiat Siena 2014 vem sob o capô o motor 1.0  8v flex com alimentação injeção multiponto e potência de 75cv no etanol e 73cv na gasolina, vem com 999 cilindradas e torque de 9.9 kgfm e velocidade máxima de 157 km/h e faz de 0 a 100 km/h em 16.4 segundos com consumo em vias urbanas de 9.9 km/l e em vias rodoviárias 13.8 km/l isso no etanol não divulgado o consumo a gasolina pelo montadora.

Já com o motor 1.4 8v flex vem com alimentação injeção multiponto com 86cv de potência no etanol e na gasolina 85cv de potência, carro com 1366 cilindradas e torque de 12.5 kgfm e velocidade máxima de 167 km/h e percorre de 0 a 100 km/h em 12.8 segundos com o consumo em vias urbanas de 9.5 km/h e em vias rodoviárias 13.0 km/h isso no etanol não divulgado o consumo a gasolina pela montadora.

Versões e preço do Fiat Siena 2014


Siena EL 1.0 8V (Flex) – R$ 30.330,00
Siena EL 1.4 8V (Flex) – R$ 33.070,00

O carro daFiat Siena 2014 vem com as dimensões como altura de 1.43m e largura de 1.63m e com comprimento de 4.15m e entre eixos de 2.37m e peso do carro de 1076 kg, tanque de combustível com capacidade de 48 litros e porta-malas para 500 litros e carroceria para 5 ocupantes.

O Fiat Siena 2014 vem com câmbio manual de 5 velocidades e tração dianteira e suspensão tipo Mc Pherson e rodas tipo independente e molas helicoidais, suspensão traseira tipo eixo de torção e rodas tipo semi-independente e molas helicoidais, dois freios a discos com dois discos ventilados.

Sendo o carro de maior preferência do publico Nacional entre os sedãs compactos, o novo Fiat Siena vem trazendo como novidade na linha 2014 já a partir da versão EL 1.0 airbags duplos como itens de série já dentro da nova lei. O destaque maior é na parte interna que o novo Fiat Siena 2014 se apresenta melhor, para oferecer mais conforto e economia ao condutor na hora de dirigir.

Agora a Fiat lançou também o Grand Siena que veio com muito mais novidades e perdeu aquela característica de sedã do Palio e também sai sob o capô o motor 1.4 8v e o motor 1.6 16v e suas versões, mais isto é outra estória e vamos falar muito em breve em outro post.


FELIZ ANO NOVO A TODOS. 

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

A Toyota lançou a linha 2014 do carro Hilux pick-up e o utilitário SW4, já um grande sucesso.

A Toyota entregou nas revendas autorizadas em todo o território nacional em 1º de Novembro a linha 2014 do carro Hilux pick-up e o utilitário SW4, a montadora já se adequando a lei Federal traz de série os freios ABS e o airbag duplo frontal, a pick-up também recebe o item de série o protetor de caçamba em polietileno de alta densidade, as mudanças são praticamente imperceptíveis mas existem.

A mecânica e o visual externo não tem novidades, os maiores destaques são as mudanças no interior que ganharam novas cores e padrões do acabamento, além da inclusão de novas funções ao sistema de entretenimento das versões topo de linha.

A configuração SR de ambos ganhou rodas de liga leve de 16 polegadas e novo sistema de áudio, que agora conta com Bluetooth. Já o modelos de topo de linha SRT contam com um novo sistema de multimídia, que incorporou o sistema de navegação com GPS, TV digital e leitor de DVD e graças ao novo dispositivo USB, agora o sistema lê e reproduz fotos e vídeo.

Versões e preço

Hilux
Cabine chassi 4x4  STD - R$  87.040,00
Cabine simples 4x4  STD - R$  92.630,00

Cabine dupla 4X2 Flex  SR  automática - R$  88.110,00
Cabine dupla 4X4 Flex  STD - R$  91.630,00
Cabine dupla 4X4 Flex  SRV automático - R$ 104.740,00
Cabine dupla 4X4 Diesel  STD - R$ 102.520,00
Cabine dupla 4X4 Diesel  STD  Power  Pack - R$ 110.150,00
Cabine dupla 4X4 Diesel  SR - R$ 116.900,00
Cabine dupla 4X4 Diesel  SR  automática - R$ 122.560,00
Cabine dupla 4X4 Diesel  SRV - R$ 133.370,00
Cabine dupla 4X4 Diesel  SRV  automática - R$ 140.930,00
Cabine dupla 4X4 Diesel  SRV TOP  automática - R$ 148.550,00




SW4

 SR Flex 4X2 mecânico 5 lugares - R$ 112.300,00
SR Flex 4X2 automático 5 lugares - R$ 116.990,00

SR Diesel 4X4 5 lugares automático - R$ 169.980,00
SRV Diesel 4X4 5 lugares automático - R$ 181.160,00
SRV Diesel 4X$ 7 lugares automático - R$ 185.800,00


O carro da Toyota Hilux linha 2014 recebe o motor 2.7 com alimentação injeção multiponto e 163cv de potência de 2694 cilindradas e torque de 25.0 kgfm com velocidade máxima de 165 km/h e percorre de 0 a 100 km/h em 14.5 segundos, com o consumo em vias urbanas de 5.0km/l e em vias rodoviárias de 6.1km/l isso no combustível álcool.

Já na versão de motor 3.0 com alimentação Diesel common rail 4x4 recebe 171.0cv de potência com 2982 cilindradas e torque de 36.7kgfm com velocidade máxima de 165 km/h e percorre de 0 a 100 km/h em 13.0 segundos.

Transmissão da Hilux 2014 é 4x2 ou 4x4 no sistema manual 5 velocidades ou automática de 5 velocidades, trás na suspensão dianteira tipo braços triangulares e barra estabilizadora e roda tipo independente e molas helicoidais, já na suspensão traseira tipo eixo transversal (beam) roda tipo rígida e molas feixe de lâminas, freios ABS com os quatros discos ventilados.


A linha 2014 do carro Hilux pick-up e o utilitário SW4, já um grande sucesso vem com dimensões como altura de 1.86m e largura de 1.83m, comprimento de 5.26m e entre eixos de 3.08m, com o peso do carro de 1960 kg, tanque de combustível com capacidade para 80 litros e carroceria para 5 ocupantes. Com a configuração de carro de luxo recebe a direção hidráulica assistida proporcional a velocidade e volante com ajuste de altura e multifuncional, ar condicionado automático, indicador de temperatura externa, retrovisores elétricos, vidros elétricos, computador de bordo e vários outros itens de série e pacotes de opcionais.

Hilux 2014






















Interior da Hilux SW4 2014
























Hilux pick-up 2014























Painel Hilux 2014























Interior da Hilux 2014


















Hilux sw4 2014





















quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

O carro Mitsubshi L200 Triton 2014 ganha alterações em sua linha.

O carro da Mitsibshi L200 Triton 2014 ganha alterações em sua linha e chega ao mercado com nove versões disponíveis, na dianteira o modelo recebeu novos para-choques, grades e faróis de neblina e na lateral os retrovisores com luz indicadora de direção em LED e novas rodas de liga leve com o aro de 16 polegadas. Ela ganha detalhes visuais para manter o carro em linha além de melhoras no motor e no câmbio automático e internamente recebeu GPS com tela touch-screen, direção hidráulica, ar condicionado digital e piloto automático.

Na mecânica a Mitsubshi L200 Triton recebeu mudanças no motor 3.2 litros DID-H 16 válvulas, DOHC com injeção eletrônica direta Common-Rail, corrente de comando e turbo intercooler frontal que administra 180cv de potência. Junto a ela a transmissão automática de cinco marchas com Spot Mode, que oferece trocas mais suaves, economia de combustível e menor nível de ruído, o carro da Mitsubshi L200 Triton tem agora 15 combinações de marcha, já que o veículo conta com tração 4x4 reduzida.

Entre equipamentos do modelo na versão topo de linha HPE, oferece kit multimídia Power Touch com GPS, CD, DVD, rádio e Bluetooth, bancos em couro, comando de áudio integrado ao volante, controle de cruzeiro, vidros one touch entre outros vários itens de série.


L200 Triton 2014 versões e preços


Mitsubshi L200 Triton 2.4 HLS (flex) – R$ 76.990,00
Mitsubshi L200 Triton 3.2 Di-D 4x4 GL – R$ 87.290,00
Mitsubshi L200 Triton 3.2 Di-D 4x4 GLS – R$ 99.990,00
Mitsubshi L200 Triton 3.2 Di-D 4x4 GLX – R$ 91.990,00
Mitsubshi L200 Triton 3.2 Di-D-H HPE 4WD – R$ 116.990,00
Mitsubshi L200 Triton 3.2 Di-D-H HPE 4WD (Aut.) – R$ 126.990,00
Mitsubshi L200 Triton 3.2 Di-D-H Savana 4WD – R$ 116.990,00
Mitsubshi L200 Triton GL 2.4 (flex) – R$ 72.990,00
Mitsubshi L200 Triton HPE 3.5 V6 4WD (flex)(Aut.) – 103.990,00

Sob o capo a motorização  2.4 com injeção multiponto e 142cv com um torque de 22.0 kgfm e 2351 cilindradas, o motor 3.2 com alimentação a diesel common rail e potência de 180cv e torque de 38.0 kgfm e 3200 cilindradas, já o motor 3.5 com alimentação injeção multiponto e 205cv de potência e torque de 33.5 kgfm e 3497 cilindradas.

A Mitsubshi Triton L200 2014 oferece suspensão dianteira tipo braços triangulares com barra estabilizadora e roda tipo independente e molas helicoidais, já a suspensão traseira tipo eixo transversal (beam) com barra estabilizadora e roda tipo rígida e molas feixe de lâminas, freios ABS sendo dois discos ventilados e distribuição eletrônica de frenagem EBD.

As dimensões da L200 Triton tem como altura de 1.78m e largura de 1.80m, comprimento de 5.11m e entre eixos de 3.00m, peso do carro de 1855 kg, tanque de combustível com capacidade para 90 litros e carroceria com quatro portas tipo pick-up entre eixos curto e CK para cinco ocupantes.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Carro com GNV é a melhor opção? Tirando dúvidas.

Na realidade é uma coisa muito simples, o processo de instalação de gás natural veicular de um automóvel ele passa pela etapa da venda da comercialização em si, passando assim para o projeto da execução.

A execução é subdividida na parte mecânica e na parte eletrônica embarcada. A parte mecânica como fixação da válvula redutora, fixação do suporte do cilindro, passagem da linha de alta por baixo do carro, e a eletrônica embarcada é toda a parte de comando elétro eletrônico que faz o gerenciamento da situação do GNV natural junto com o combustível dentro de um automóvel.

Consiste em um gerenciador eletrônico, emulador de bicos, um variador de avanço, emulador de sonda, a chave comutadora que é colocada no painel onde permite o motorista escolher qual combustível vai rodar, e todas essas execuções são feitas dentro de um critério e parâmetros que são estabelecidos pelo IMETRO que é o órgão gerenciador das ações do gás natural no Brasil.

A parte elétrica na realidade se faz uma adaptação no carro, pois a instalação do GNV em um veículo não deixa de ser uma adaptação, saudável mas uma adaptação, se faz sem ferir ou agredir o projeto original do carro, alguns fios necessariamente são cortados, como por exemplo o emulador de bicos corta-se o sinal dos fios para poder atuar onde ele pega o sinal dos bicos injetores do combustível original que é gasolina ou álcool, variador de avanço pega o sinal do map e assim sucessivamente na parte elétrica.

A parte da chave comutadora por exemplo corta o sinal e pega o sinal para ir a informação de quanto tem de GNV que é informado através de relógio que é um manômetro que instala no corpo do motor,  ele reporta a informação de quanto ele tem de gás para uma chave comutadora que esta no painel onde o condutor pode visualizar a quantidade de GNV que ele tem. A instalação desses componentes são feitas sem ferir e sem agredir o projeto original do carro.



A alimentação hoje existe duas formas do gás para o motor na parte de combustão, onde o motor aspira o gás natural existe um misturador  que é colocado dentro da mangueira do ar, onde o motor trabalha provocando vácuo ele aspira o ar e gás junto, é lógico que para isso tem que existir um equilíbrio na mistura entre ar e gás para a mistura não ficar nem pobre nem excessivamente muito rica se não causa também problemas de funcionamento no motor, e esse equilíbrio que se chama estequiometria é acertado através de sistemas e softer de computador de regulagem de aferição final na hora de regular o carro.


Existem diversos processos para escolher o combustível que você quer rodar, a chave no painel tem posições onde mostra posição gasolina ou álcool ou seja combustível liquido e outra posição no gás natural, que te permite dar a partida no GNV, sob a ótica técnica isso não é saudável pode criar vícios de conduta de começar usar o carro tão somente no GNV e com isso a médio prazo causar um dano no motor porque o gás é um combustível seco e é necessário um combustível liquido também adicionado, a opção que se tem nos equipamentos instalados é dar partida no combustível original e ao acelerar o carro ele passa automaticamente para o combustível gás, que é um combustível na maioria das vezes que vai ser utilizado pela relação custo beneficio, quando chegar no fim do gás e for necessário passar para gasolina aperta-se a chave que é uma chave digital de toque ela simplesmente vai acender um lede de gasolina e mesmo o carro estando em movimento passa automaticamente para gasolina, uma simples operação de apertar o botão.



quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Carro Vectra da Chevrolet, nostalgia.

Um legitimo herdeiro do Monza, o carro Opel Vectra foi lançado no salão do automóvel em Paris em 1988 com carrocerias de 4 portas com a versão de 150cv de potência e esbanjava esportividade com rodas de 15 polegadas e saias laterais, grade exclusiva e na mecânica o mesmo motor do Kadett GSI 16v levava a velocidade máxima de 220 km/h e percorria de  0 a 100km/h em 8.5 segundos.

O modelo vem com tração dianteira oferecida para o motor 2.0 litros com a suspensão traseira independente ao em vez do eixo de torção.

Vectra Primeira geração


O carro Vectra da Chevrolet chegou ao Brasil em 1993 para substituir o Monza que continuou em produção até 1996 com itens sofisticados em tecnologia para a época, o sedã se destacou no mercado nacional e chamou a atenção pela versão esportiva.



















Vectra Segunda geração


Na segunda geração que durou de 1996 à 2005, o carro Vectra da Chevrolet se destacou em ter a suspensão traseira do tipo multibraço, tela de computador de bordo no painel e vários outros itens de série, o Vectra segunda geração teve sua produção encerrada com 313.035 mil unidades  vendidas.


















































Vectra Terceira geração



A terceira geração veio em 2006 com um carro arrojado, robusto e imponente e ganhou motores 2.0 e 2.4 litros flex, para quem gosta de um carro com linhas elegantes e mais conservadora, na linha 2010 ganhou uma pequena reforma visual e mecânica inclusive no motor, com a forte concorrência do Corolla e do Honda Civic perdeu mercado sendo assim substituído pela Cruze que veio esbanjando tecnologia elegância e força.